sexta-feira, 16 de setembro de 2016

BRASIL 2015 - 2016

Uma tarde fria, nublada e de garoa em Sampa. Eu me ponho a observar os acontecimentos narrados pela televisão e à exaustão nas redes sociais e sites/blogs de notícias. E resolvo escrever um pouco...

Sim, este blog desde sua criação em 2009 serviu como depósito das ideias que me vinham à mente. Já falei muito sobre amor, poesia, filosofia, espiritualidade, religião, política... E hoje vou dar continuidade à esse propósito.

Tenho tendências políticas, e estas dizem mais respeito à forma de equalizar as desigualdades sociais do que apego à figuras ou legendas - embora eu seja SIM filiado à uma legenda política para me inserir no modus operandi de nosso sistema político representativo. Sendo assim, minhas maiores preocupações são de que nós, sociedade brasileira, consigamos ter uma existência cada vez mais fraterna, com saúde e alimentação para todos, trabalhos dignos que remunerem bem e não tomem todo o tempo do dia das pessoas para que elas possam realizar lazer e quaisquer outras atividades que preferir, educação boa e crítica desde a pré-escola até o doutorado, etc...

Mas eu tenho me machucado ao longo dessa época, por ver pessoas queridas tomando posições horrendas! Sim, tenho percebido o debate político atual brasileiro abrir precedentes para que posturas de apoio e incitação à violência contra mulheres, LGBT's, minorias étnicas, e discursos a favor de tortura e torturadores, bem como a ridicularização dos Direitos Humanos! Sim, me machucado, pois não consigo manter uma postura zen quando vejo acontecer estas coisas!!! Há um incômodo, uma revolta que nasce aqui dentro e que se eu não me oponho firmemente à pessoas outrora queridas, me causam dores-de-cabeça, tristezas quase depressivas...

Sim, os tempos são maus...

Não estou aqui escrevendo para defender minha maneira de ver e assimilar os fatos, estou a denunciar que chegamos numa camada histórica onde os diálogos estão sendo soterrados, onde as informações com grandes mentiras e meias-verdades são propagadas sem nenhum pudor, onde ofendem amigos chamando-os de vagabundos ou quaisquer outras coisas por tomarem uma posição que, pelo que tenho observado, os xingadores conhecem pouco. Lembro-me de meu pai, contando quando eu ainda era pequeno no fim dos anos 80, das histórias passadas que diziam que "comunistas sequestravam crianças para fazer mingau" e que as pessoas realmente acreditavam nisso!!! Mas para piorar, vejo que muitas pessoas ainda acreditam nestas histórias...

É deprimente!!!

Dá para discutir se é melhor para o país mais políticas sociais ou incentivos para as grandes empresas, ou até um meio-termo, bem como as maneiras de se realizar tais coisas...

O que não dá é entregar uma geração, um país inteiro à violência e à propagação de ideias absurdas de preconceito, discriminação, repressão e ódio!

Mas talvez seja uma luta inglória: pessoas com dificuldade de lidar com qualquer coisa diferente de seu modo de pensar ou agir sempre existirão, e sempre tentarão impor essas coisas... logo, a batalha para mudar essas cabeças é quase perdida... a não ser se pensarmos no contrário disto tudo: aqueles que são irremediavelmente coerentes e carentes de evolução humana.

Quero ser destes últimos, sempre! Talvez eu me expresse menos nos ambientes virtuais, posto que o ganho tem sido quase nulo e o desgaste enorme. mas aqui embaixo, com os pés no chão e sujos da poeira das ruas, não apenas as palavras mas os exemplos e atitudes continuarão determinando a influência do que cremos.

Que assim seja.

...e aqui, as tardes de Sol tem mais vida!