domingo, 23 de março de 2014

ARE YOU EXPERIENCED?

Sim, eu sou do samba. Agepê, Noite Ilustrada, Benito di Paula e outros fizeram minha cabeça. Assim como sou do Blues, do Rock, do Metal, do Jazz...

Não tenho necessidade de me rotular. De fato, alguns comportamentos e características me definem mas não me encerram.
É bom ser livre, é bom dizer sim e experimentar! É bom assistir novela na Globo ou Record? Por que não? Apenas é bom ler existencialistas também! E isso faz de qualquer um uma pessoa mais complexa, com horizontes mais amplos.

Um dia vou abrir mão de experimentar, e nesse dia cubram meu caixão com a bandeira paulista, cantem "Solidão de Amigos" em meu funeral e plantem orquídeas ao lado de meu túmulo. Terei experimentado o suficiente...

Yeah, I'm Experienced!

A ORTODOXIA IDOLÁTRICA

Atributos divinos são maneiras de BUSCAR compreender o inacessível. Logo, os termos usados para isso - como ONIPRESENÇA - podem ser corrompidos, negados ou qualquer outra coisa.

O atributo não é Deus, e rejeito idolatria de quem se apegar a um termo.

segunda-feira, 17 de março de 2014

GENIAL OU MEDÍOCRE? Você Escolhe!

Havia um músico genial chamado FRANK ZAPPA. Ele realmente era daqueles tipos raros que dominam não só a arte como também o pensamento crítico. Em um lugar por ali um garotinho tomava aulas de guitarra com um gênio da técnica instrumental, o JOE SATRIANI. E este garotinho evoluiu tanto que aprendeu as músicas do mestre Zappa - seu ídolo - e enviou as partituras das mesmas para o próprio, e por isso foi chamado para tocar com ele.

Um tempo depois, um outro gênio da guitarra, YNGWIE MALMSTEEN, saía da banda Alcatrazz para seguir carreira solo, e o garoto assumia seu lugar. Quando o grande gênio da expressão vocal DAVID COVERDALE saiu da Inglaterra para levar o Whitesnake para os EUA, recrutou aquele garoto agora bem mais crescido para ser seu guitarrista.

Assim aconteceu na carreira deste jovem que ao lado de gênios pode se tornar o gênio que é até hoje. Seu nome é STEVE VAI. Em nenhum momento a convivência com outras estrelas ofuscou a de Steve Vai, assim como todos esses após o contato com ele permaneceram brilhando.

É tolice achar que pode-se brilhar sozinho ou que alguma pessoa de talento possa atrapalhar nosso caminho.
Eu não tenho concorrentes, tenho PARCEIROS que juntos podemos brilhar em CONSTELAÇÃO. Todos nós devemos ser seguros de quem somos e do papel que podemos exercer.

Não deixemos nunca que nossa GENIALIDADE se torne MEDIOCRIDADE.

quarta-feira, 5 de março de 2014

TEM QUE SE SABER PERDER...

Para que haja vida, é preciso haver morte. Para que haja saúde é preciso haver dor. Para que haja conhecimento é preciso haver isolamento.
Sempre há troca. Sempre há renúncia.
Nunca pode-se ter ou ser tudo, mas podemos ser plenos naquilo que almejamos.
Não, numa sociedade desigual isso não depende somente do nosso querer, mas o passo primo é sempre nosso.
Se há alvorada, ela foi precedida pelo horizonte oeste avermelhado. E o precede. Então a escolha é:

Viver esperando o Sol se por
Ou
Esperá-lo nascer.

Eu prefiro que ele nasça e com ele as esperanças e alegrias; a energia para outra corrida; a inspiração para outra música; a vitória sobre meu eu.