sábado, 21 de dezembro de 2013

MÚSICA: ONTEM E HOJE.

Gostaria de deixar aqui expresso algo sobre a música que se fazia antigamente e a que se faz hoje:

Antes os artistas tinham a liberdade de escrever suas canções com o tempo de duração que quisessem, poderiam falar sobre os mais variados assuntos... falavam sobre sexo, sobre espiritualidade, sobre amor, política... e existiam performances técnicas nos instrumentos e nos cantores. E por se tratar de arte, pessoas "feias" (fora do padrão de beleza) podiam fazer sucesso. Hoje em dia, tudo deturpado... as canções são vazias, os "artistas" têm pouco talento, apenas repetem os mesmíssimos acordes para embalar as mesmíssimas letras... São colocados num padrão de beleza e de roupas da moda, e tem suas músicas tocadas à exaustão nas rádios, baladas e televisão pagando um "jabá" alto - o que é crime, pois toda emissora é concessão pública! São pessoas efêmeras tocando para pessoas vazias de conteúdo, vazias de crítica e talvez, com pouca alma. E com isso, os verdadeiros artistas para sobreviverem, para terem dinheiro para viverem dignamente, acabam se rendendo ao papel de acompanhar esses robôs da mídia, soterrando seu talento para sempre - e o que seria viver dignamente para um artista, que é viver com sua arte, foi jogado no lixo!

Hoje vocês têm o poder de produzir apenas milionários, mas não têm o poder de produzir gênios!