segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

MEU RESUMO ARTÍSTICO




Minha mãe é pernambucana, meu pai é paraense; busquei no frevo, forró, baião, siriá e no carimbó refúgio de minha criação com muito southern rock, blues, heavy metal e hard rock como legítimo paulistano. Tornei-me um filho do samba dos Demônios e das escolas de samba de São Paulo e do Rio. Me encantei pela voz da Alcione tanto quanto da Tina Turner. Chorei com a moda de viola do interior de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Goiás (como bom paulista!) tanto quanto chorei com a voz de Stevie Ray Vaughan ou Joe Cocker. 

Enfim, sou um assumido filho de minha época e de minha cidade. Sou cosmopolitano e trago isso em minha arte. E é chegado o tempo de compartilhar com vocês, espero que gostem, e espero a cada dia melhorar quem sou, como sou.