quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

FRAGMENTOS DE UM CONTO - "SOLIDÃO"




"...e como todo ser humano, sentia saudade,

mas era difícil expressar...

sentado ali, com aquele copo vazio
somente tinha em mente a dor que sentia,
da qual não quis se desvencilhar!
Seria sua companhia pr'aquela noite,
que acabara de chegar.
Colocou dois cubos de gelo,
e completou o copo com água,
pois sóbrio era mais fácil degustar
o paladar de uma saudade singular!
Veio sorrateira, acampou, pernoitou...
e durante aquelas horas, se humanizou;
deixou que a dor o ensinasse de novo
o quão bom é não estar só."