quinta-feira, 31 de outubro de 2013

SERÁ QUE VOCÊ ESTÁ SALVO?!?

"...não os tire do mundo, mas livra-os do mal." 
- Jesus, levando lero com o Pai.

Vejo "cristãos" se separando dos impuros, não frequentando os mesmos lugares que eles, se fechando em suas igrejas com seus eventos... quando na verdade eles deveriam ter um coração mudado, uma conversão ao próximo, e andar pelos mesmos lugares, amando simplesmente. Assim como os impuros se amam, dão a vida por seus amigos e por vezes até por quem não conhecem... Ou seja, por vezes, pessoas com uma religiosidade "capenga" são mais espiritualizadas do que aqueles bem ortodoxos. 
É apenas uma dica, porque crê-se também que Ele vai chamar um grupo que "sempre O serviu" e vai dizer que não os conhece; mas vai chamar um outro grupo de pessoas, mó zuado, para cair na gandaia com Ele; este grupelho de pessoas impuras vão até dizer: "Quando foi que te servimos? Que te acolhemos, te fomos carinhosos? A gente nunca nem ouviu falar de ti!", e Ele vai responder, todo manso e humilde de coração:

"QUANDO FIZERAM POR UM DE MEUS PEQUENOS, CARENTES, POBRES, SEM EDUCAÇÃO, VICIADOS, INJUSTIÇADOS... FIZERAM À MIM! ENTREM, SINTAM-SE EM CASA!!!"

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

AMO!

Ninguém pode amar outro ser se primeiro não se amar de verdade; um relacionamento não se inicia para ser feliz, mas para juntar duas felicidades. 
Um relacionamento não é uma soma 
(1+1=2), 
e sim uma SINERGIA 
(1+1>2). 
Qualquer relacionamento interpessoal saudável leva esta premissa para não ser egocêntrico.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

O CICLO



Na véspera de minha viagem de retorno à São Paulo após um ano em Belém, onde trabalhei bastante e fiz grandes amigos... a tristeza da partida misturada à alegria do retorno... saudades sinto, saudades deixei, e escrevi para me consolar.









No fim de um CICLO, colhem-se os frutos e os que estão podre recebem um fim distante dos que consumimos: viram adubo. Voltam à terra para que mais bons frutos - e mais adubo - possam vir. 

Muitas músicas começam a fazer sentido. Outras perdem totalmente o significado...

Em tudo isso nada fica estático. Relações mudam, pessoas estabelecem novas rotas, um novo foco; elas mesmas mudam...

Planos ficam para trás; a distância separa aqueles que se amam (philos/eros), e a vida com seus encantos (que nos movem) nos traz de volta aquele arquivo com projetos que agora podem ser melhorados pela experiência adquirida - e aqueles que ficaram na estrada a dar adeus, ouvem "Canção da América" tocar ao fundo com um amigo voltando para os encontrar...

Enxergar tudo isso é uma benção. E dividir numa mesma situação o coração em tristeza e alegria é uma loucura da qual não quero escapar!

Durmo pela última vez sob a proteção da Mãe Amazônica, para retornar ao colo da Mãe Atlântica...