sábado, 17 de agosto de 2013

PESSOAS A LONGO PRAZO, BONECOS A CURTO PRAZO

A arte de aproveitar as oportunidades...

A arte de saber bem o que quer, e o que espera...

A arte de sair da multidão sob muitos aspectos e ser reconhecido como indivíduo.

Eu não entendo o contrasenso de querer as coisas e se limitar a ser apenas mais um. Numa multidão de pessoas sem face, sem cheiro, sem voz, na mesma rotina de trabalhar-pra-comer, comer-pra-trabalhar, ainda almeja grandes coisas...

Estudar e se esmerar é garantia de ser diferente, ter personalidade, ter seu lugar. E isso não é muito, é o justo. E não cai do céu, deve ser construído.

Estudar não só por um objetivo a curto prazo como uma prova de vestibular; estudar para longo prazo, para ser um humano melhor e mais completo, para "ler" o mundo no qual e do qual faz parte. Deixar a alienação, deixar de ser "massa de manobra", "ovelha de presépio" para ter opinião e até formar opinião.

Às custas de um pseudo-conforto onde se deixa conduzir pela "variação da maré", uma pessoa inteira, inteligente, informada e interessante passa a ser excelente profissional, pai, esposo, amigo, chefe, líder, legislador, executivo... Fora isso, será somente mais um tentando sem sucesso, contando com a sorte sem "fazer A hora"... Um excremento dos países subdesenvolvidos.