terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

CONFIANÇA



"Dentre os tesouros que se possa querer, e os que se possa encontrar (ou achar...)
há apenas um que mais me comova, e que me engaje em seu encalço:
A Confiança!
Ela liberta para viver, tirando preocupações nocivas de meus ombros,
Destas que fazem com que não aproveitemos a benção que é o dia!
Ter a Confiança de alguém é como ter em suas mãos a sua vida,
É mais do que uma procuração!
Confiar em alguém é se entregar nas mãos dela,
Sabendo que ela não te decepcionará.
A Confiança não deve por isso ser dada a qualquer um;
Escolhe-se a dedo em quem confiar!
Honra-se a poucas pessoas com o dom da Confiança.
E quando oferecida, não deve ser revogada,
Mas sim prorrogada conforme a vida nos carimba a idôneidade
Daquele em quem se confia.
Confiar em um deus pode ser a aposta de uma vida;
Confiar no cônjuge é aposta para uma vida!
Receber a Confiança é ter o poder de alicerçar ou destruir uma vida,
E como a fé, confiança é diferente de certeza:
Posso não ter certeza de que um Ser Superior exista,
Mas pela fé posso crer em alguém que não vejo;
Posso não ter certeza de que uma pessoa é digna de minha vida,
Mas Confiando creio que ela não me decepcionará!
E se me têm como confiável, minha alegria jorra de meu ser,
Como fontes refrescantes, inundando de paz e coragem todo o meu caminho."

KB