terça-feira, 25 de outubro de 2011

A NOITE CHEGA; LOGO, OUTRO DIA


Sabes por quê?
Porque de tanto amar o amor se tornou dor
E desvinculou-se do que a razão já havia se acostumado.

Sabes mais o quê?
Uma força que não me fazia me jogar aos pés,
Simplesmente me jogava aos pés.

Além de que
Aquele belo e doce sorriso
Havia se tornado em tristeza amarelada.

Enquanto que
Os cadeados fossem mantidos abertos,
Buscava-se nisso fomentar a confiança e a paz.

A Paz!
Aquela que ataca quando recostamos a cabeça no colo
E faz com que o mundo acabe nas batidas do coração.

Sei bem que
Amar tem a ver com sofrer, e sofrer com vida;
Abro os olhos e inspiro: continuo a viver;
Expiro: viverei enquanto sofrer de amor.