sexta-feira, 9 de setembro de 2011

NOVO?!?! AHAHAHAHA!!!



Taxativamente, é impossível criar algo novo. Tudo o que existe já existia antes. Uma célebre frase científica diz que "Nada se cria nada se perde, tudo se transforma".

Quando há uma nova idéia, uma nova música, uma nova moda, o que acontece sempre é que aquilo que antes existia aparece sob uma nova forma/roupagem.

Veja bem: se Hendrix causou aquele choque nos anos 60, tocando daquele jeito que ninguém havia ouvido antes, é porque ele usou a nova forma de um velho instrumento (o violão/classic guitar eletrificado é a guitarra/eletric guitar) e tocou de maneira peculiar este instrumento, mas muitos já haviam abordado seus instrumentos de uma forma livre, como Mozart, Paganini, Villa-Lobos. Se olharmos para um automóvel podemos ver um carro de bois moderno!

Eu arrisco dizer que "Inspiração é pegar emprestado de todos aqueles que te antecederam e numa síntese de velhas formas gerar o novo". Assim assumo que posso criar algo novo sem me preocupar se de fato ele será novo,  

porque pensar em criar o novo é de novo repetir o que não é novo revestido de novo!

O barroco é atual, o medieval é atual, até os clássicos gregos são atuais, basta que a gente encontre o lugar deles em nosso mundo.

Já pensou em fazer isso com a Bíblia? Que tal entrar na atualidade como o novo herege?