quarta-feira, 13 de julho de 2011

STEVIE RAY VAUGHAN


Hoje pela manhã resolvi mais uma vez assistir à um dos DVD's que tenho do S.R.V. . Puxa, nenhum outro guitarrista no mundo consegue mexer comigo quanto este texano! Tive momentos de desespero quando a câmera focalizava suas mãos no instrumento, porque eu conheço todas as notas que ele toca mas é no seu olhar que reconhecemos de onde elas brotam. Seu olhar sofrido, como se fosse a mãe Terra tendo suas ervas arrancadas para saciar a fome dos animais revela que seu vibrato, seus bends, timbre peculiar de guitarra e voz vêm do fundo de sua alma, alimentada por um espírito ávido pelos sons rasgando a atmosfera!
Toquei como há tempos não tocava. redescobri minha alma guitarrística. tenho a impressão de que quando perco o fio da meada o mestre S.R.V. me chama de volta à razão! Toquei junto á ele "Cold Shot" "Scuttle Buttin'" "Coudn't Stand the Weather" e outras. Redescobri como o wah-wah pode ser expressivo!

Meu Deus, por quê foste tão cedo, Stevie?!?! Não tive o prazer de te ver num boteco em Austin e te pagar uma birita; não pude vê-lo em ação num show... mas obrigado, meu caro. Obrigado pelo que fizeste pelo mundo, pela música, por mim.

Ah, aposto que você e o Jimi devem fazer a alegria da galera no céu com Jams intermináveis de "Voodoo Chile (Slight Return)". Guardem um amp para mim!