segunda-feira, 29 de março de 2010

O SERMÃO DA MONTANHA - versão para professores(as)




Naquele tempo, Jesus subiu a um monte seguido pela multidão e, sentado sobre ma grande pedra, deixou que os seus discípulos e seguidores se aproximassem. Ele os preparava para serem os educadores capazes de transmitir a lição da Boa Nova a todos os homens.
Tomando a palavra, disse-lhes: “Em verdade, em verdade vos digo: Felizes os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados. Felizes os misericordiosos, porque eles...”

Pedro o interrompeu: "Mestre, vamos ter que saber isso de cor?
"

André disse: "É pra copiar no caderno?"

Filipe lamentou-se: "Esqueci meu papiro!"

Bartolomeu quis saber: "Vai cair na prova?"

João levantou a mão: "Posso ir ao banheiro?"

Judas Iscariotes resmungou: "O que é que a gente vai ganhar com isso?"

Judas Tadeu defendeu-se: "Foi o outro Judas que perguntou!"

Tomé questionou: "Tem uma fórmula pra provar que isso tá certo?"

Tiago Maior indagou: "Vai valer nota?"

Tiago Menor reclamou: "Não ouvi nada, com esse grandão na minha frente."

Simão Zelote gritou, nervoso: "Mas porque é que não dá logo a resposta e pronto!?"

Mateus queixou-se: "Eu não entendi nada, ninguém entendeu nada!"

Um dos fariseus, que nunca tinha estado diante de uma multidão nem ensinado nada a ninguém, tomou a palavra e dirigiu-se a Jesus, dizendo: "Isso que o senhor está fazendo é uma aula? Onde está o seu plano de curso e a avaliação diagnóstica? Quais são os objetivos gerais e específicos? Quais são as suas estratégias para recuperação dos conhecimentos prévios?"

Caifás emendou: "Fez uma programação que inclua os temas transversais e atividades integradoras com outras disciplinas? E os espaços para incluir os parâmetros curriculares gerais? Elaborou os conteúdos conceituais, processuais e atitudinais?"

Pilatos, sentado lá no fundão, disse a Jesus: "Quero ver as avaliações da primeira, segunda e terceira etapas e reservo-me o direito de, ao final, aumentar as notas dos seus discípulos para que se cumpram as promessas do Imperador de um ensino de qualidade. Nem pensar em números e estatísticas que coloquem em dúvida a eficácia do nosso projeto. E vê lá se não vai reprovar alguém! Lembre-se que você ainda não é professor titular..."

Jesus deu um suspiro profundo, pensou em ir à sinagoga e pedir aposentadoria proporcional aos trinta e três anos. Mas, tendo em vista o fator previdenciário e a regra dos 95, desistiu.

Pensou em pegar um empréstimo consignado com Zaqueu, voltar pra Nazaré e montar uma padaria...

Mas olhou de novo a multidão. Eram como ovelhas sem pastor... Seu coração de educador se enterneceu e Ele continuou: "Felizes vocês, se forem desrespeitados e perseguidos, se disserem mentiras contra vocês por causa da Educação. Fiquem alegres e contentes, porque será grande a recompensa no céu. Do mesmo modo perseguiram outros educadores que vieram antes de vocês".

Tomé, sempre resmungão, reclamou: "Mas só no céu, Senhor?"

"Tem razão, Tomé" - disse Jesus, "...há quem queira transformar minhas palavras em conformismo e alienação.. Eu lhes digo, NÃO! Não se acomodem. Não fiquem esperando, de braços cruzados, uma recompensa do além. É preciso construir o paraíso aqui e agora, para merecer o que vem depois..."

E Jesus concluiu: "Vocês, meus queridos educadores, são o sal da terra e a luz do mundo..."

Texto de abertura do Programa Rádio Vivo — Rádio Itatiaia, Belo Horizonte — de 15/10/2009, texto do professor Eduardo Machado.

domingo, 21 de março de 2010

MANIFESTO EM FAVOR DO "K"


Kero saber por kê ke existindo esta letra tão bacana em nosso alfabeto, continuamos com a besteira de usar o inútil "Q" seguido de um "U" para grafar seus fonemas. Um "Q" tão inútil, ke em português não existem palavras assim:

qa - qe - qi - qo - qu (a não ser ke você vá para o Qatar...)

Para kê o "Q"???

Viva o "K"!!!

Coma keijo, keira o bem do próximo, keime pêlos no fogo, ou seja, faça tudo o ke for legal fazer com a letra "K", a maior injustiçada na "reforma ortográfica" (sic) e banam o "Q" para bem longe, talvez um monastério nas Índia Ocidentais .

Kalil Bentes

quinta-feira, 18 de março de 2010

ALGUMAS MANEIRAS DE MUDAR O MUNDO



- Pais, deixem seus filhos brincar; a sua aprendizagem é lúdica;

- Jovens, aprendam que o seu gosto pessoal não é determinado nem imposto, e sim escolhido por vós;

- Política não existe a cada dois anos, e sim nas mesas de bares, igrejas, blogs, fóruns virtuais, escolas e até nas faculdades!!!;

- Quando uma classe reivindicar melhores condições através da greve, ao invés de maldizê-los, liguemos nossas rádios na Kiss FM, e entendamos que esta é muitas vezes o único meio de defesa de simples operários contra poderosos empresários;

- Todo político é corrupto??? Então candidate-se VOCÊ a um cargo público;

- Aprenda artes para ser um ser humano melhor; desta forma ela terá um efeito maior e mais poderoso em sua área de atuação profissional;

- Junte os amigos e conhecidos e assista a uma votação de projetos de lei na Câmara dos Deputados e Vereadores;

- Vida de qualidade inclui diversão, mas não somente ela;

- Ser cidadão é um grande poder, e como tio Ben diria, "Grandes poderes vêm acompanhados de grandes responsabilidades";

- Músicos, existem formas dignas de ganhar a vida: não se rendam às palhaçadas do carnaval; não compactuem com a arte, cultura, responsabilidade e dignidade sendo jogadas na lata do lixo durante festa e bailes;

- Cristãos, não usem o nome de Deus em vão: falem menos, sejam mais!;

- Maconheiros, plantem suas folhas: não enriqueçam os traficantes que sequestram seus pais, irmãos e filhos;

- Não se iluda se omitindo: deixar de escolher não só é uma escolha como é a pior delas;

Quem souber de mais coisas, não deixe de postar!