sexta-feira, 26 de junho de 2009

MICHAEL JACKSON - VIDA ETERNA


Michael Jackson morreu. Seguiu a trilha da vida, e nos deixou órfãos, assim como fizeram outros aos quais nossos corações concedem a imortalidade por seu enorme carisma e talento (GONE TOO SOON).


Ele foi um dos responsáveis por meu estreito relacionamento com a música. Quando eu era pequeno, meu pai costumava por os LP’s de MJ e mostrar para seus amigos como eu cantava no tom, com boa pronúncia e de repente abaixava o volume enquanto eu continuava cantando, e voltava a aumentar para exibir que seu filhão não perdia o tempo da música!


Cantei demais junto ao Michael, e como a arte imita a vida (que imita a arte), saía falando para os valentões da escola caírem fora (BEAT IT), sonhava em conhecer uma menina doida, com a qual viria à me casar (Elô, você é minha BILLIE JEAN!!!), e comecei a prestar muita atenção no modo como as pessoa agiam e se relacionavam (HUMAN NATURE).


Cresci um pouquinho, e dançando ao som do Michael, quis fazer o gênero menino-mau (who’s BAD???) para as menininhaas prestarem atenção; me emocionei nas paixões da adolescência cantando I JUST CAN’T STOP LOVING YOU; e por vezes levei foras quando as garotas diziam que éramos apenas bons amigos (JUST GOOD FRIENDS). Tudo isso me levava por vezes à um retiro voluntário, quando eu pedia para o mundo me deixar em paz (LEAVE ME ALONE)!!!


Continuei minha jornada de crescimento cada vez mais interessado nas pessoas e em música, e com Michael comecei a ser intolerante com a discriminação racial, social, religiosa ou qualquer outra com BLACK OR WHITE; vibrava ao assistir Magic Johnson ou Michael Jordan com suas enterradas (JAM) e a cada dia me tornava uma pessoa saudosista, admiradora da arte de décadas passadas (REMEMBER THE TIME), querendo saber como poderia ajudar o mundo a ser um lugar melhor (HEAL THE WORLD).


Minha verve rockeira já aflorava muito, e apaixonado por guitarras distorcidas, ouvi Michael e Slash em duo na inesquecível GIVE IN TO ME – assim como havia feito com Eddie Van Halen anteriormente em BEAT IT!!!

Mas agora, o que acontece? Tenho mais um motivo para o saudosismo que está incrustado em minha carne como um espinho, olhando para o futuro; ohei para a capa de BAD e perguntei: “Você estará lá? (WILL YOU BE THERE?)”. Com certeza Michael estará lá... assim como esteve em cada etapa de minha vida, com suas canções, coreografia, imagem e problemas; todos nós nos sentiremos abraçados pela arte de Michael, e na solitude não nos sentiremos sozinhos (YOU’RE NOT ALONE), pois Deus nos fez seres humanos assim para que cada um de nós fosse Sua bendita cura, companhia, abrigo e calor para os outros.


Enquanto Michael Jackson viver, haverá sangue (vida) nos palcos e pistas de dança (BLOOD ON THE DANCE FLOOR); todos nós dançaremos (ROCK WITH YOU) e seguiremos a vida com música e paixão (MUSIC AND ME), pois Deus me fez assim: saudosista.


Se você pudesse ouvir, Michael, eu te agradeceria: MUITO OBRIGADO!!! Mas como não podes, farei o melhor que eu puder; I’LL BE THERE.


Obrigado pela companhia, Michael.


Muito Obrigado.


Até breve.


“If you wanna make the world a better place, take a look at yourself, an then make a change” – Michael Jackson, “Man in the Mirror”